Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados
Vamos falar um pouco sobre banco de dados, mas antes vou deixar a dica de bibliografia para quem desejar se aprofundar mais a respeito.
•          Básica:
–        Introdução a sistemas de banco de dados. C. J. Date. 7ª edição, Editora Campus.
–        Sistemas de Banco de Dados – Shamkant Navathe
•          Complementar:
–         Banco de dados – fundamentos, projetos e implementação. D. M. Kroenke. 6ª edição, Editora LTC;

O que o banco de dados faz?
Em breve resumo o Banco de Dados trabalha armazenando, catalogando e evocando informações por intermédio de modelagem, de critérios e normas de um sistema real ou abstrato.
Quando nos referimos a dados são os fatos em sua forma básica, primitiva, que representam fatos isolados, objetos do mundo digital ou do mundo real.
Ex. nome de um cliente, número de peças no seu estoque, número de pedidos, número de vendas, inscrição de um cliente ou empregado….
Estes dados tem o intuito de armazenar, transmitir ou deduzir informações.
Já a informação é um conjunto de dados organizado de forma significativa, definindo e organizando informações entre dados das mais diversas fontes, modelando estas do nível abstrato para o nível físico.
Vamos chamar o administrador de Banco de Dados de (GBD - gerente de banco de dados), o papel deste é: coletar, organizar, armazenar e recuperar informações de forma eficiente por intermédio de entrada de dados por instruções de programas.
Esta organização é de suma importância para manutenção, manipulação e tratamento da informação ou dados em geral de forma eficiente.
Concluímos que o banco de dados é um conjunto de dados inter-relacionados que atendem necessidades reais ou abstratas como vimos anteriormente concatenando informações e dados do mundo real em seu plano abstrato transpondo estes para o nível físico por intermédio de instruções de programas também conhecido como (data base).
GBD trabalha com (Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados - SGBDs), softwares que auxiliam a manutenção do Banco de Dados, também conhecidos como (DBMS - Data base Management System).
Talvez você esteja se perguntando:
Pra que tudo isso?
Vivemos na era da informação, onde uma criança de 10 anos tem acesso a mais informação que o imperador da China ou o Presidente dos Estados Unidos tinham 100 anos atrás, mas a abundância de informação em si não quer dizer nada, esta informação tem de ser relacionada por assunto, tem de ser possível acessa-la de forma eficaz e pratica e nesse momento o SGBD é muito importante e pode auxiliar de forma eficiente na tomada de decisões.
Quando mencionamos o garoto de 10 anos e o mundo de informações falamos implicitamente de redundância.
O que é redundância?
Ex. Minha professora de banco de dados na Faculdade a Ceça foi uma M.
Esta é uma informação que não tem valor pra você que está aprendendo agora, mas teve para mim que tive de estudar por fora para poder aprender (isso é redundância, ou seja, me levou a trabalhos repetitivos que poderiam levar a erros, falta de relação com o assunto podendo levar a incompreensão da informação....).
Em uma escala pequena isso (redundância) é fácil de administrar e compreender e numa escala maior o banco de dados essencialmente modela regras de relacionamento e aplica isso a um conjunto de dados organizados como informações para lhe retornar dados e informações mais confiáveis, controlando a redundância da informação de forma pertinente ao contexto, levando desta forma a informação a quem se destina ou a quem faça sentido.
Concluímos quanto ao SGBD que estes tem o objetivo de reduzir a redundância e inconsistência dos dados, isolar, restringir, armazenar e catalogar informação de forma ordenada  facilitando o acesso a estas de forma cada vez mais segura e simples.
Como o banco de Dados está presente em nossa vida?
Banking: controle de transações Nos Bancos - (Banco do Brasil, Itaú, Real....)
Linhas aéreas: reservas, agendamentos, horários, vendas - (TAM, GOL, VARIG....)
Universidades:  controle acadêmico, biblioteca - (Faculdade: Marista, Joaquim Nabuco, FACOL, EAD UFRPE em grandes e renomadas instituições)
Vendas: clientes, produtos, compras (EAD360.com, BuscandoBits.com.br, Submarino.com.br...)
Recursos humanos:  pessoas, salários, cargos (Catho.com.br)
Introdução a Banco de Dados Introdução a Banco de Dados Reviewed by André Rossiter on 19:31 Rating: 5

Nenhum comentário:

André Rossiter. Tecnologia do Blogger.