A "Fragilidade" da Comunicação

A Fragilidade da Comunicação
Esta semana estudando a origem dos ditados populares eu me surpreendi com a fragilidade da comunicação de uma maneira que até então não havia pensado.

1 -  Momento de Fragilidade da Comunicação
---- A ambiguidade de sentido da palavra propriamente dita quanto a sua aplicação.
  1. Ninguém representa muita gente se levarmos em conta que existem mais de 7 bilhões de pessoas na terra.
  2. Usamos a Meia no pé, mas meia hora são 30 minutos, enquanto meia entrada num show de 30 reais representa 15 reais, meia dúzia de bananas são 6 bananas…..

2 - Momento de Fragilidade da Comunicação
---- O equívoco linguístico que se apropria de falácias como verdades amplamente disseminadas como ditados populares.
  1. Esculpido em Carrara foi degenerado e se tornou cuspido e escarrado. Observe que apesar do sentido se manter intacto em sua aplicação de forma coloquial que na etimologia das palavras envolvidas os sentidos fogem ao contexto linguístico ao qual deveriam ser aplicados e são bem contraditórios já que equiparar uma obra de arte produzida numa pedra nobre ao excremento nasal é bem contraditório.
  2. Tá chovendo Canivete tem uma origem muito engraçada, pois é decorrente de um mal entendido fonético por brasileiros sobre uma expressão da língua inglesa: It’s raining dog’s and cat’s (está chovendo cães e gatos).
A expressão tem intuito de passar a ideia de que está chovendo muito.
Na inglaterra existiam muitas casas e quando chovia, muito dos cachorros e gatos da
           região iam se abrigar no terraço das casas e por isso a expressão (it’s raining dog’s
           and cat’s - está chovendo cães e gatos) era usada para passar a ideia de que estava
           chovendo muito.
3 - Momento de Fragilidade da Comunicação
---- Neologismo diz respeito a criação de uma palavra ou entendimento diferente do real sentido de uma palavra já existente e aplicação deturpada da mesma.
  1. Sem entrar no mérito do sentido das palavras é preciso ressaltar que Machismo e Feminismo são sinônimos análogos na etimologia (origem) da palavra em si.
Agora, pelo maniqueísmo ou dualismo dicotômico exagerado que beira o dogmatismo
e assassina a opinião crítica por parte das “feministas” que usam um comportamento
doentio de alguns homens em relação às mulheres como justificativa para marginalizar
todos num único pacote numa atitude mais próxima de misandria que luta pela
igualdade de gênero propriamente dita se expande pela sociedade um sentido e
aplicação neologista do sentido de machismo e feminismo.
Importante: SOU A FAVOR DA IGUALDADE DE GÉNERO e espero viver para ver
o dia que a luta pela igualdade de gênero seja feita sem denegrir o gênero oposto de
forma sexista, covarde e tão violenta quanto a ideia que inicialmente se propõe a
combater se utilizando da fragilidade da população sobre a exposição midiática de
mentes doentias de alguns homens que violentam mulheres num entendimento
generalizado, neologista e perverso do que é ser homem como se todos homens
estivessem mais próximos de cachorros no cio do que ser um ser humano.
  1. Quem não tem cão caça com gato. Na verdade a expressão correta é Quem não tem cão caça como o gato, isso acontece porque o gato caça sozinho. O mal entendido e a expressão equivocada tomou lugar do que deveria de fato ser dito como uma verdade absoluta.

4 - Momento de Fragilidade da Comunicação
---- Uma mentira repetida inúmeras vezes como uma verdade acaba por se tornar verdade e esse contexto é visto nas teorias de comunicação e publicidade.
  1. Thomas Smith diz que uma pessoa quando vê de forma repetida uma propaganda em algum momento acaba comprando até mesmo o que não precisa.
  2. A teoria hipodérmica ou bala mágica da comunicação faz alusão ao poder de comunicação afetar o ouvinte a uma agulha entrando na veia (hipodérmica) ou uma bala atingindo um alvo (bala mágica). Esta teoria se contrapõe até certo ponto pela teoria dos efeitos limitados de laswell. Só que os efeitos limitados trata a questão de valores e repetição da mensagem em relação ao público, meios de transmissão dentre outros parâmetros de limitação da comunicação, mas a teoria não diminui o efeito ou existência das teorias hipodérmica ou bala mágica.
No cotidiano de corporações um chefe ruim repetindo inúmeras vezes que um funcionário não presta, mesmo que este preste…. o funcionário acaba introjetando aquelas qualidades negativas mesmo sendo mentiras pela constante repetição.

5 - Momento de Fragilidade da Comunicação
---- A percepção da mensagem quanto ao conteúdo ou forma de comunicar de acordo com valores sociais, antropológicos e os fatores pessoais afetados pelos demais das mais variadas formas.
  1. Tendo em vista que o conceito de certo e errado, de moral e amoral ou ética mudam com o tempo a maneira de expressar o mesmo fato muda com o tempo.
Exemplo: Houve um tempo em que as mulheres foram proibidas de votar e a maneira
de se expressar quanto a ideia da mulher votar mudou no decorrer dos anos.
  1. O racismo, a homofobia ou qualquer forma de preconceito são desprezíveis, porém a maneira que vemos e comunicamos os fatos no decorrer do tempo e em seu contexto histórico mudaram de forma radical. Ainda bem que a sociedade tem repudiado cada vez mais qualquer forma de preconceito.

Aplicação prática sobre esta informação

Uma vez que temos entendimento sobre a fragilidade da comunicação e desejamos informar algo com intuito de promover um produto, serviço ou até mesmo se comunicar; principalmente no ambiente corporativo que a comunicação tem implicações….

Saber destas fragilidades ajuda a pensar melhor antes de se comunicar quanto ao contexto do que dizemos em relação ao que desejamos informar e o entendimento ou percepção do que dizemos em relação ao nosso público e impacto destas palavras nas marcas.

Poderíamos nos estender por uma vida e não abordar tudo sobre as questões relacionadas a comunicação. A força da mesma é tão grande que uma palavra tem o poder de mexer com sua fisiologia e até lhe roubar uma lágrima.

O meu objetivo com o texto foi abordar algumas questões que podemos e devemos rever antes de nos comunicar de acordo com os nossos objetivos.
A "Fragilidade" da Comunicação A "Fragilidade" da Comunicação Reviewed by André Rossiter on 13:10 Rating: 5

Nenhum comentário:

André Rossiter. Tecnologia do Blogger.