Maria da Penha de Vítima a Ferramenta de Agressão por Falsas Acusações

falsa acusação da lei maria da penha

SOU CONTRA QUALQUER FORMA DE VIOLÊNCIA E CONSIDERO BRIGAR ATIVIDADE SOCIAL DE MARGINAL.

NÃO ESTOU DIMINUINDO O DIREITO LEGÍTIMO DE EXIGIR REPARAÇÃO OU JUSTIÇA CONTRA QUALQUER FORMA DE VIOLÊNCIA, ESTOU APENAS QUESTIONANDO A FORMA QUE ISSO ESTÁ SENDO FEITA PELA LEI MARIA DA PENHA.

Sinto muito por toda violência que Maria da Penha sofreu, só que homens e mulheres devem ter direito igual quanto a validade de suas palavras e a lei Maria da Penha diminui a validade da palavra do homem como se falta de caráter fosse exclusiva do sexo masculino.

Sei que o número de homens vítimas de falsas acusações pela lei Maria da Penha vem crescendo de forma assustadora, ainda mais pela forma que a lei Maria da Penha violenta os direitos dos homens e reduz o gênero masculino a marginalidade de forma coletiva.

As leis têm de ser respeitadas, mas isso não pode diminuir a capacidade de refletir sobre as mesmas, até porque houve um tempo que as leis proibiam mulheres de trabalhar e permitia-se escravizar pessoas pela cor de sua pele.

É INCONTESTÁVEL A IMPORTÂNCIA DE UMA LEI QUE PROTEJA QUALQUER GÊNERO CONTRA CONTRA A VIOLÊNCIA, ACREDITO SIM QUE SE O AGRESSOR TIVER SUPERIORIDADE FÍSICA SOBRE A VÍTIMA QUE ISSO DEVA SER UM AGRAVANTE, SÓ QUE ACREDITO QUE TODOS DEVEM SER CONSIDERADOS INOCENTES ATÉ QUE SE PROVE O CONTRÁRIO.

Exemplo da importância de se tomar cuidado com julgamento precipitado.
-- Certo dia a Mãe pede ao filho que ligue para seu pai.
-- O garoto respondeu: Mãe eu tento ligar, mas só atende uma moça.
-- A Mãe espera o Marido com uma panela de ferro e quando o mesmo chega é espancado até desmaiar na calçada na frente da casa mesmo.
-- A vizinhança vai toda para rua assistir aquele “espetáculo” de forma que a Mãe chama o filho e pede que ele repita o que disse pra ela quando tentou ligar para o pai.
-- O filho diz que ao tentar ligar para o pai atendia uma moça que dizia: seu saldo é insuficiente para realizar esta chamada.

-------- Moral da História --------
Não devemos prejulgar ninguém de forma antecipada sobre o risco de cometer uma injustiça.

Confira matérias sobre o uso indevido ou injustiças ocorridas pela Lei Maria da Penha.
Site do senado:
jus.com.br
Masculinismo e Direitos Iguais
Folha Vitória
Ciências Jurídicas

Ainda acredito que existe uma pressão “das mulheres” sob a forma que são atendidas na delegacia como meio de intimidar as autoridades competentes a tomar medidas drásticas contra os homens sem a devida cautela.
A pressão midiática de algumas “mulheres” aparecem na minha opinião como misandria já que estereotipam todo homem como um lobo mau.
Fato que me faz lembrar a leitura de Vigiar e Punir de Michel Foucault.

Acredito que as vítimas de qualquer tipo de violência merecem todo apoio, mas atitude mau caráter não é restrita a gênero e considero precipitação em julgar qualquer pessoa sem uma análise imparcial de todos os fatos envolvidos.

Maria da Penha de Vítima a Ferramenta de Agressão por Falsas Acusações Maria da Penha de Vítima a Ferramenta de Agressão por Falsas Acusações Reviewed by André Rossiter on 08:29 Rating: 5

Nenhum comentário:

André Rossiter. Tecnologia do Blogger.