Boas Reflexões. A Competição dos Lenhadores

boas reflexões

Um jovem lenhador chegou a uma fazenda onde trabalhava um velho lenhador, famoso na região por ser o melhor dos lenhadores.

O jovem era forte, cheio de saúde e vigor. O velho lenhador já estava cansado pela idade. Eis que o jovem, querendo ser o melhor dos lenhadores, desafia o velho para uma disputa. O vencedor seria quem cortasse o maior número de árvores ao final do dia.

A competição atraiu a atenção de todos os moradores da localidade. Muitos acreditavam que finalmente o velho perderia a condição de campeão dos lenhadores, em função da grande vantagem física do jovem desafiante.


No dia marcado, os dois começaram a disputa. O jovem começou avassalador, entregando-se com muita energia e com a certeza de que venceria. Cortou 10, 20, 30 árvores, e continuava, sem parar. De tempos em tempos olhava para o velho e, às vezes, percebia que ele estava sentado. Pensou que o adversário estava velho demais para a disputa, e continuou cortando lenha com todo vigor.
Ao final do dia, foram medir a produtividade dos dois lenhadores! Todos ficaram chocados. O velho havia vencido a disputa, por larga margem. Havia cortado o dobro da lenha que o jovem cortou.
Intrigado, o jovem perguntou ao velho lenhador:
– Não entendo, muitas vezes quando eu olhei para o senhor durante a competição e notei que estava sentando, descansando. No entanto, conseguiu cortar muito mais lenha do que eu! Como? Isto é impossível!

– Engano seu – disse o velho lenhador – quando você me via sentado, na verdade, eu estava afiando meu machado.

Compartilhei esta conhecida história para refletirmos juntos. Você tem “afiado seu machado” diariamente? Lembre-se sempre da importância da estratégia em tudo que você faz. Use sua experiência adquirida com todos os fatos que você já vivenciou. Pare, estrategicamente, reflita e avalie se seus esforços estão adequados aos desafios que você tem que enfrentar.

Boas Reflexões. A Competição dos Lenhadores Boas Reflexões. A Competição dos Lenhadores Reviewed by André Rossiter on 10:59 Rating: 5

Nenhum comentário:

André Rossiter. Tecnologia do Blogger.