A Linguagem na Construção da Sociedade

A Linguagem na Construção da Sociedade

A primeira vez que pensei a respeito estava morando num local com uma cultura e idioma diferentes e como eu tinha apenas 15 anos tive curiosidade de aprender palavrões.
Isso mesmo, coisa de gente jovem.

A minha curiosidade porém fui surpreendida com os conceitos sobre certos palavrões e me fez pensar na linguagem na construção da sociedade pela primeira vez.
Está curioso né?

O palavrão que me fez pensar a respeito de tudo isso foi (CORNO), pra minha surpresa e curiosidade eles usavam a palavra (TRAIDOR).
No Brasil se o Homem pega todas é considerado muitas vezes como garanhão e se a mulher pegar todos é mal vista, não vou escrever o adjetivo utilizado para não ter de escrever uma palavra de baixo calão.
Essa visão sobre “o pegador(a)” é um tanto quanto sexista.
Nos EUA seja homem ou seja mulher se existe uma traição ninguém é menosprezado tampouco ridicularizado por ser vítima da falta de comprometimento ético e moral com o relacionamento.
OBS: Nos textos da época de Shakespeare existe a expressão, só que a mesma com a evolução da sociedade Americana foi abolida do dicionário e a palavra traidor atribuída em seu lugar com a mesma referência, só que o termo é aplicado a quem não tem ética ou comprometimento moral com o relacionamento.

Talvez alguns vejam isso como uma questão linguística, só que por trás da fala existe o pensamento e a expressão de valores que vão além do social e chegam em muitos momentos a demonstrar valores pessoais.

Acho que o Brasil está de cabeça pra baixo e nem todos conseguem ver.
A crise ética e moral na política choca, mas uma boa parte da população seria conivente com corrupção e suas vantagens se fossem se beneficiar com a mesma.

O som falado é tão forte que o mesmo é o reflexo de ondas sonoras elaboradas por vibrações feitas pela língua que ultrapassam o ar e ao chegar em seu ouvido são capazes de lhe fazer pensar sobre o passado, refletir sobre o futuro, sorrir ou chorar no presente.

As palavras movimentam objetos quando você pede que por favor alguém lhe passe a margarina, as palavras têm a força para iniciar uma guerra ou uma história de amor, palavras injustas tem a força de deprimir as pessoas ou mexem com o seu organismo de forma tão intensa que podem lhe roubar uma lágrima.

A as palavras….

As palavras movimentam milhões em forma de conhecimento comercializado nas bancas como informações das mais diversas áreas do conhecimento até o entretenimento.

As palavras iludem em forma de ditado popular que confunde esculpido em carrara por cuspido e escarrado.

A as palavras….

Espero que a reflexão sobre o valor das palavras nos traga uma consciência mais humana sobre a expressão da mesma e o reflexo que esta leva e traz para vida das pessoas ao nosso redor e o mundo como um todo.
A Linguagem na Construção da Sociedade A Linguagem na Construção da Sociedade Reviewed by André Rossiter on 16:46 Rating: 5

Nenhum comentário:

André Rossiter. Tecnologia do Blogger.